março 07, 2014

Resenha - Quase Mortos - Bem-vindos a Weirdsville





Autora (a) : Rook Hastings

Editora: Pandorga

Ano: 2011 
  
Páginas: 240

Classificação :



Sinopse:  
   Woodsville não é como as outras cidades. Lá a noite cai um pouco mais cedo, as sombras são mais escuras e mais densas, e todas as pessoas sabem que é um lugar onde coisas estranhas acontecem. Mesmo que elas não admitam isso. Bethan preferia estar em qualquer outro lugar, menos ali. Jay tinha suas teorias, mas ainda não estava pronto para compartilhá-las. Hashim via mais do que dizia, enquanto os demônios de Kelly eram mais de carne e osso mesmo. Mas o medo de Emily tirou-os da negação e fê-los ficar cara a cara com o sobrenatural. Em todos os outros lugares, as noites de sexta-feira eram noites de sair para namorar. Mas não em Woodsville.

    

   O Sr. Bacon tentava a todo custo dar uma aula sobre “Hamlet” para seus alunos adolescentes na faixa dos quinze anos, tentando desviar do  assunto, comportando-se inadequadamente. Então o Sr. Bacon teve a brilhante ideia de falar sobre uma parte dos “fantasmas”. Isso levou a classe a ficar excitada, mas não propriamente interessada. Por fim, quando Emily Night, a mais quieta e frágil das garotas, afirmou ter “visto” um fantasma, a confusão se instaurou. Sem poder mais controlar a classe, e perto do fim da aula, o Sr.Bacon acabou exigindo um projeto inusitado: que cinco dos alunos, , exatamente os cinco que menos afinidade tinham entre eles, fizessem um trabalho em grupo para entregar no dia seguinte. Os cinco adolescentes, que antes se detestavam, ao se envolverem em todas aquelas tramas sombrias, vão descobrindo que são capazes de manter uma verdadeira e sólida amizade.
  




  Os cinco adolescentes, tão diferentes uns dos outros, com o decorrer da história acabam se apoiando  uns nos outros, e descobrem que podem ser mais que apenas amigos de escola.
  Kelly, a garota que usa sua posição social na escola e a fama de valentona, para esconder problemas que ela não quer que ninguém descubra.
  Jay, o garoto nerd que tem na família antepassados que mexiam com o sobrenatural.
   Bethan, a garota que não tem atenção dos pais, e que não gosta de morar em Weirdsville.
  Hashim, o popular, jogador de futebol, e amado pelas garotas.
   Amily, a garota esquisita e quieta, sempre vestida de preto  que não tem amizade com ninguém.


    A principio a união destes cinco jovens é para um trabalho escolar, mas quando  eles se reúnem na casa de Emily , eles se vem diante de um mistério sobre a mãe da garota . A mãe de Amily esta desaparecida, e eles vão juntos tentar ajudar a menina esquisita a resolver o mistério.
  Eles passam por grandes aventuras, e momentos sinistros para desvendar o motivo do desaparecimento da mãe da garota.


    Narrativa leve, que tem pontos altos e momentos que “deveriam” assustar kk.
    A autora sabe com criar os pontos autos do livro, criando uma narrativa gostosa e até surpreendente. O final não me pegou desprevenida, pois já sabia mais ou menos onde as coisas iriam acabar. Mas para muitos pode surpreender e ser um que diferente no livro.
  Um livro jovem que retrata acontecimentos sobrenaturais em uma cidade nada convencional.

     Este é o primeiro da série “Bem-vindos a Weirdsville”

    
Confira sinopse e capa da continuação..

Sinopse:
  Quatro acidentes horríveis! Quatro mortes misteriosas! Quatro adolescentes atormentadas por ameaças paranormais! Quatro meninas de uma escola foram mortas de forma aparentemente aleatória, isso seria realmente uma coincidência ou há algo mais sinistro acontecendo? Quatro adolescentes atormentados por ameaças paranormais! Como se já não bastasse a pressão de ter que crescer em uma cidade onde as opções de carreiras são trabalhar na fábrica local ou o desemprego, mesmo sem os perigos sobrenaturais que espreitam a cada esquina, Weirdsville já é um lugar muito infeliz; gangues, drogas e pobreza assombram esta cidade. Qualidades duplamente obscuras dão a este livro a capacidade de realmente abalar o leitor. Os leitores irão adorar ler algo diferente dos temas de vampiros e lobisomens, e explorar um lado diferente do mundo paranormal.

Sobre a Autora: 


Rook Hastigs é escritora de ficção há 8 anos. Com uma grande fascinação pelo paranormal, Rook já morou em duas casas Mal-assombradas. Na primeira, em sua infância, um gato fantasma invisível costumava fazer com que Rook desenvolvesse uma reação alérgica sempre que o gato passava perto  dela. Na segunda, quando era estudante de artes, uma colega de quarto, morta pouco tempo antes, passou um ano assombrando-a. Agora Rook mora bem e feliz em uma casa não assombrada em Hertfordshire.